segunda-feira, 2 de maio de 2011

O PERDE-E-GANHA DOS NASCIDOS EM DIA 19

Meus assíduos leitores, se tu nasceste num dia 19, não te amofines por tuas perdas na vida, pois para perder, antes é preciso ganhar. O melhor é aceitar a surpreendente perda que estava fora do programa, porque ela não passa de dívida contraída noutras vidas. E quem deve, deve pagar.

O karma 19 é implacável, e tudo que retiraste para ti, em vidas passadas, sem mereceres, agora, tu terás de devolver. E nem mesmo importa a quem pagarás o que deves, mas terás de pagar. Este acerto de contas é a mensagem que nos traz o número kármico 19, não importa em que posição do mapa ele se apresente.

Os nascidos em dia 19 já conhecem bem essa espécie de juízo final, que os condena, a todo instante, a sofrer alguma perda, inesperada e injustificadamente. E, logo depois de ganhar aquele prêmio, que iria resolver tantos problemas em suas vidas, essas criaturas que aniversariam em dia 19, se vêem às voltas com cobranças, multas ou prejuízos, que os deixam fora de si. Mas, não adianta reclamar, o melhor mesmo é pagar.

Desde muito cedo, as perdas começam na vida desses endividados kármicos, que não sabem explicar de onde surgem tantos credores a lhes apresentar contas a pagar. Se fossem apenas as dívidas financeiras! Elas incomodam, mas dá para suportar. Acontece que há dívidas no amor, na vida profissional, nas amizades, nos reconhecimentos e até dentro de casa na relação com marido, esposa e filhos.

Na escola, a menina do dia 19 está toda vaidosa, suspirando pelo colega bonitinho da sala, quando aquela sem gracinha vem e o toma dos seus devaneios, já que, nos seus braços, ele nunca esteve e jamais estará. Ela se revolta, acha injusto. O que ela tem que eu não tenho? Mas, a pergunta deve ser feita ao contrário. O que eu tenho que ela não tem? A resposta é muito simples – KARMA.

No trabalho, o funcionário exemplar se destaca e aguarda a promoção dada como certa. Mas, na hora H, outro vem de não sei onde, e passa na frente dele. O aniversário dele? Pode confirmar, que é no dia 19 de um mês qualquer, não importa qual.

A bela casa que foi herdada, e que parecia caída dos céus, tem de ser hipotecada, e o negócio que tinha tudo para dar certo, fracassa, e lá se vai ela embora - a casa dos sonhos. Nova oportunidade surge, a vida melhora, tem-se um aumento de salário, compra-se um apartamento, e, antes de se receber a chave, a construtora vai à falência, e todo o dinheiro pago é perdido.

No auge da carreira, a empresa se muda de cidade, e o emprego vai com ela. O padrão vai lá embaixo, mas com muita luta as coisas voltam a melhorar, até que um mau negócio realizado pelo filho obriga a vender tudo para salvar o filho da falência.

Amigos são perdidos, a troco de nada. Amores são frustrados, por razões que não se pode explicar. Casas são conquistadas e perdidas, empregos vão e voltam, para irem embora de vez. A conta bancária melhora, já dá para suspirar descansado, não fosse uma conta inesperada a ser paga por ter sido fiador do irmão.

Paga tudo, desconsolado leitor do dia 19, quem te mandou tirar dos outros, o que não te pertencia. Eu sei que não te lembras de nada, mas não se precisa de memória, quando a lembrança é kármica. Aqui se faz aqui se paga. E não adianta alegar o desconhecimento da dívida. Os registros akáshicos são precisos e não erram jamais. Se eles contabilizam uma dívida tua, é melhor pagar enquanto é tempo, pois acumulá-la não é uma boa idéia.

Paga e não reclama, pois de nada adianta reclamar. O gerente do banco não poderá ajudá-lo. A amiga daquela jovem que suspirava de amores por ti, não poderá ajudar-te, pois nem ela sabe explicar o que deu na cabeça da amiga.

As dívidas kármicas do número 19 são antecipações do juízo final, pequenos julgamentos prévios que procuram ir pondo as coisas nos seus lugares, para não deixar tudo para os últimos dias. Eu falo dos teus últimos dias, meu kármico amigo, e não da humanidade. Cada coisa no seu tempo, tua alma em primeiro lugar, as outras almas depois, e por fim a Alma do Mundo.

Todos pagam nas vidas seguintes, o que fizeram nas anteriores. Aqueles que trazem número 19 na alma, na personalidade ou na missão, ou no dia de nascimento, ou em outra qualquer posição do mapa, pagam mais, porque se apossaram de mais. Tomaram para si, o que outros deram duro para conseguir. Escravizaram, para ter vassalos ao seu dispor. Como reis ou rainhas, exploraram seus súditos, cobrando-lhes impostos indevidos, roubando-lhes terras e seqüestrando suas mulheres.

A conta vai sendo acumulada, a dívida cresce, até que tem de ser paga. A alma é a mesma, ainda que outra seja a personalidade. A cobrança desconhece a personalidade, a alma é o verdadeiro “eu”, a personalidade não passa de mais uma máscara que esconde o verdadeiro autor dos karmas.

Aconselho-te, revoltado leitor, a acalmar-te e quitar todas as tuas dívidas, e o mais rápido possível. Não adianta querer recorrer à justiça, pois é exatamente ela que te cobra essas dívidas. Não a justiça dos homens, que dessas dívidas ela nada entende, mas a justiça divina.

E se queres saber quanto ainda deves, eu não saberia dizer-te, nem eu, nem ninguém. A tua dívida poderá ser liquidada amanhã, daqui a um ano, ou deixar uns restos a pagar, para a próxima encarnação.

Por essas e outras, que é bom ter bastante cuidado com o que se toma para si. É bom pensar bem se o que estamos cobiçando está ao nosso alcance possuir ou se é melhor deixar onde está. Pagar o que a gente deve, quando a dívida foi contraída na mesma vida é fácil de digerir. Mas, pagar dívidas que já caíram no esquecimento, tantas foram essas vidas vividas depois de contraídas, não é uma tarefa fácil para nenhum de vós, meus leitores assustados, que estão a procurar em seus mapas a presença cobradora do número 19.

Se não tens 19 no teu mapa, é bom precaver-te para que, nesta vida, não avances no que é dos outros, não explores o trabalho alheio, não sejas um chefe ganancioso ou um pai de família autoritário. Juízo, meu caro leitor, juízo! Nunca se sabe a dívida que vamos deixar ao final da vida.

Entre tomar para ti, e doar o que tens, fica com a segunda opção. Esta pode render-te alguns dividendos, já nesta vida, e seguramente nas próximas. A outra opção, eu não te recomendo, pois os registros do Akasha não deixam passar uma só das tuas injustiças, sem contabilizar débitos na tua conta.

Esse perde-e-ganha na tua vida é a conseqüência desses desmandos em tuas vidas passadas, meu leitor do dia 19, que só não te deixam na miséria, porque a Lei do Karma é justa, e te dá chances de ganhar para pagar tudo que deves. Mas, não dês chance ao azar, pois a tua conta pode vir a ser impagável, como dizia um antigo Ministro da Era Collor.

75 comentários:

  1. Olá, Gilberto!
    Tenho um filho do dia 19 e já andou perdendo instrumentos musicais, material de trabalho. Perdendo não é bem o termo, foram roubados todos os intrumentos da banda, na época.
    Mas sabe como é coração de mãe, jamais desejando perdas para os filhotes.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou nasido em 19 de janeiro. Gosto muito desse dia. As perdas acima referidas nao coincidem com a minha tragetoria. Tenho ganhado mjuitas dadivas. So tenho a agradecer a Deus.

      Excluir
  2. Oi, Gina:
    Quem nasce em dia 19 é assim mesmo.
    Quando eles entenderem que não se tratam de perdas, mas de quitação de débitos de outras vidas, eles aceitam melhor.
    Enquanto não compreendem os resgates kármicos, eles se julgam fracos ou incompetentes. Mas, de fracos, eles não têm nada, pois são atuantes e bons líderes que estão sempre ativos promovendo movimentos.
    E, afinal de contas, para ter com que pagar os seus débitos, esses nascidos num dia 19 terão antes de ganhar. Por isso, eles ganham e depois perdem, e ganham de novo, e assim vão fazendo a sua parte.

    Pede a ele para ler a postagem, que vai lhe fazer bem.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  3. Como pode ser? Existe alguma forma de aliviar isso. E o perdão?

    ResponderExcluir
  4. Nascida no dia 19 vejo muitas coincidencias no texto publicado. Sou católica, mas tendo a acreditar em tudo, por isso me incomoda saber isso. A soma da data do meu nascimento resulta em um numero mestre 11.Não me conformo , não há explicações, por que isso? Ajude-me!

    ResponderExcluir
  5. Oh, minha cara leitora, tu que te dizes católica não entendes que as perdas são muitas vezes os fardos que somos obrigados a carregar para que possamos aprender?
    Eu também tenho a formação religiosa católica, mas a filosofia de Pitágoras mostrou-me como a nossa crença precisa ser resgatada, a partir dos verdadeiros atos do Cristo.
    Ele sacrificou a vida dele pelos outros. Isto não é perda para os cristãos de hoje em dia?
    Ele enfrentou os poderosos sacerdotes do templo e os senhores romanos, e perdeu o direito à vida.
    Isto nenhum cristão está disposto a enfrentar.
    E Jesus fez isto espontaneamente. Nós sofremos por erros cometidos noutras vidas. E somente assim se pode justificar as injustiças que vemos no mundo.
    A reencarnação era aceita naturalmente na época de Cristo, e só foi abolida por interesses políticos da Igreja e do Estado Romano.

    As perdas de quem nasce num dia 19 são apenas acertos de contas, pois Deus é justo e não iria retirar nada de quem não estivesse devendo. O mesmo acontece com uma criança que nasce na pobreza, e não como uma outra que nasceu numa família com recursos para bem educá-la.

    Pitágoras foi um homem sábio e espiritualizado. Ele nasceu 600 anos antes de Cristo, e no seu tempo já se sabiam as verdades que Jesus voltou a repetir mais tarde, como o Avatar da Nova Era.

    Lembre-se, minha querida leitora, só pode perder, quem antes ganhou. Logo, a justiça se faz não pela perda material, mas pelo desapego de quem é capaz de aceitar que o que se foi não era indispensável. E que ela é capaz de reconquistar tudo que perdeu, mesmo que corra o risco de voltar a perder.

    É a Lei de Deus, e não há como reclamar.
    Ele sabe de tudo, do hoje, do amanhã e também do ontem, e faz justiça segundo as suas sagradas Leis e não conforme a injusta lei dos homens.

    Espero ter dado um consolo a quem paga as dívidas, de uma alma que evolui graças à sua boa ação.
    O pior que pode acontecer é se rebelar contra a justiça divina. Aí as perdas se multiplicam, pois julgar Deus injusto é um karma gravíssimo.
    Relaxe e aceite as perdas, na certeza que nada nunca lhe faltará. Ainda mais para quem tem o Caminho de Origem de um mestre 11.

    Um abraço, e grato pelo comentário.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Gilberto não me revolto não sabe, nas vezes em que a vida me pareceu insuportável clamei por ele, e fui atendida, tenho problema com relacionamentos pessoais agora, sempre acho que não mereço as coisas que acontecem, mas sempre tenho esperança, é o que me resta. Você disse uma frase que eu digo sempre que vejo as tragédias que nos são apresentadas todos os dias: "Nós sofremos por erros cometidos noutras vidas. E somente assim se pode justificar as injustiças que vemos no mundo". Eu acredito que Deus é só amor e não um Deus castigador, não há explicações, somente a reencarnação. Diante dessas profecias sobre o fim dos tempos creio que Deus só não pois um fim em tudo ainda por ter esperança no ser humano. Pois diante de toda maldade, violencia, sofrimento,atrocidades que jamais poderíamos ter vistos na vida, existe uma gota de amor, compaixão, fraternidade que dá a ele esperança de sermos seres humanos de verdade um dia.
    Obrigada pelo esclarecimento.
    Parabéns pelo site.

    ResponderExcluir
  7. Sinto-me feliz,, minha leitora, por ter sido capaz de fazê-la entender o que busco transmitir neste blog.
    Agradeço as suas gentis palavras, e convido-a a voltar outras vezes.
    A vida de todos nós alterna bons e maus momentos. A única saída é aceitar os maus e valorizar os bons.
    Ganhar, às vezes pode representar perder, e as perdas podem soar como ganhos, quando os valores espirituais são postos acima dos materiais.
    Um abraço e boa sorte.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Meu caro leitor Paul (acho que é este o seu nome):
    É assim mesmo que deve agir, surfando nas ondas da vida. Se cair, aproveite a água para se refescar. Se conseguir chegar na praia, deite-se na areia e trate de pegar um sol.
    Ninguém perde o que não tem, se perdeu foi porque ganhou. Se acabou de perder algo, prepare-se para receber alguma coisa em troca.
    Quando a gente compra a prazo ou pede empréstimo, saca na frente para só depois pagar. Considere que foi isso que fez - sacou noutra vida, e está pagando agora.
    E nunca perca este seu bom humor, pois a vida não é contabilizada pelas cifras no Banco, mas pelas vezes que fomos capazes de sorrir, diante das dificuldades.
    Um forte abraço, e não se esqueça que a redução do 19 dá 1, que é o número do líder, o que comanda e controla os fatos.
    Agradeço as suas gentis palavras que mostram ser um verdadeiro e nobre cavalheiro.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei atônita lendo esse texto. Eu acredito no espiritismo e também acredito nessa questão cármica e é incrível como tudo se encaixa. Obviamente e graças a Deus eu tenho muitas vitórias na minha vida mas em alguns momentos acontece aquela questão do "nadar, nadar e morrer na praia". É MUITO frustrante! Na vida amorosa então, nem se fala. Praticamente todas as vezes que eu comecei a gostar de um cara, ele começou a namorar pouco tempo depois com outra garota. Me sinto impotente, miserável e indigna de amor. E isso me deixa MUITO triste. Será que eu nunca vou poder viver um amor de verdade? Ter alguém que me ame junto comigo? Não quero me sentir frustrada a vida inteira. Eu sempre senti como se eu tivesse que abrir mão das minhas coisas pelos outros, faço isso desde que me entendo por gente. Eu tou sempre colocando os desejos dos outros acima dos meus e parece que eu nunca vou conseguir chegar onde eu quero. É muito triste isso.

    ResponderExcluir
  11. Minha querida Julie:
    Começo respondendo o seu questionamento final. Enquanto se sentir muito triste em pôr os interesses dos outros antes dos seus, o karma ainda não acabou.
    A extinção do karma se dá quando passa a ter prazer em dar muito mais do que receber.
    Experimente relaxar e não se cobrar tanto. Aceite o que o destino põe e tira, sem reclamar.
    Se acredita no espiritismo, crê em vidas passadas.
    E se crê que já que viveu outras vidas, terá de vir a aceitar que os erros nelas cometidos se refletem nas vidas futuras.
    A Numerologia é uma ciência espiritual que analisa todo o processo de evolução da alma através do nome e da data de nascimento de todos nós.
    Quem nasce no dia 19, ou tem o 19 na Alma, ou mesmo na Personalidade ou Missão, reencarnou para resgatar os karmas de ambição e posse dos direitos alheios, ocorridos em vidas passadas. E não se luta contra os karmas, pois eles são os efeitos da justiça de Deus entre os homens. Vencer os karmas é ajudar sua Alma a evoluir. E é para isto que está no mundo.

    Mude o modo de sentir e será feliz.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pelas palavras! Eu começo a acreditar que essa "situação" vai acabar em breve. Não é bom focar só nos momentos frustrantes, certo? Tenho plena consciência das bençãos de Deus na minha vida.
    Sim, acredito em outras vidas e acredito também em redenção. Tenho sido uma boa pessoa nessa existência, já vivi situações bem complicadas e não me utilizei disso pra passar por cima de ninguém e isso de certa forma acende a minha esperança de que eu vou conseguir ser feliz e fazer aqueles que me rodeiam felizes também.
    Obrigada pelos esclarecimentos.

    ResponderExcluir
  13. Não precisa agradecer, Julie, eu estou aqui para servir.
    Volte sempre que precisar desabafar ou se esclarecer.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  14. Olá... sou nascida em 19 de janeiro de 88 e fiquei um tanto quanto encabulada com seu texto e tb com os comentários dos leitores, pois comigo nunca aconteceram tais coisas; porém, não duvido não... nunca é tarde pra começarem né? Mas rezo para q não venha a acontecer.

    ResponderExcluir
  15. Minha querida leitora Anônima:
    Devemos ter em mente que o nível dos acontecimentos que nos afeta na vida depende muito da forma como a eles reagimos.
    Existem pessoas que exageram em suas reclamações de perdas, e até parece que perdem mais que os outros. E outras, mais equilibradas ou tímidas, preferem não exaltar as perdas, até por que sentem vergonha de contabilizar o que deixaram de ganhar como perdas.
    Esta é, sem dúvida, a condição em que se enquadra uma nascida num 19 de janeiro.
    Tímida, insegura e pouco a vontade para chamar muita atenção sobre si. Emotiva e sensível, mas sem muito ímpeto paa lutar pelo que é seu, mesmo que vibrando muita força dentro de si. Assim será, pelo menos até que complete 36 anos, a partir de quando assumirá mais impulsos de liderança, principalmente em ações humanitárias, para dar vazão ao seu desejo de servir.

    Vamos deixar o tempo passar. E nunca reclame do que ceder para os outros que precisam bem mais do que você. Isto não será perda, mas doação.

    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  16. Estou impressionada! Sou bem assim mesmo como descreveu. E como vc mesmo disse: vamos deixar o tempo passar.
    Grata pela atenção!

    ResponderExcluir
  17. olá Gilberto meu nome é Juliana nasci no dia 19 de setembro, e por incrível que pareça é assim mesmo que me vejo, ganho e perco com uma facilidade tremenda, mas confesso que apesar de saber que são débitos adquiridos em outras encarnações, abala muito a minha auto-estima

    ResponderExcluir
  18. Minha querida leitora, Juliana:
    Vou tentar melhorar a sua autoestima, mostrando-lhe o fato por um outro prisma.
    Imagine que a sua Alma, depois de uma encarnação com muitos erros, resolve reencarnar com uma Personalidade que deverá ajudá-la a resgatar todos os antigos karmas.
    Quem provocou aquelas karmas? A antiga Personalidade.
    Quem foi a escolhida para livrar a Alma daqueles erros do passado? A Juliana.
    A sua Personalidade é a responsável por redimir a sua Alma dos antigos erros, provocados pela Personalidade em que ela encarnou numa vida passada.

    É claro que corrigir erros tem um preço, mas se vier a pagar tudo que deve, sem reclamar ou regatear, a Alma se livra dos karmas e segue adiante em seu processo de evolução. Acontece que Alma e Personalidade são uma só expressão da consciência encarnada, ainda que haja uma teórica separação para definir responsabilidades.

    Agora, que a sua autoestima já pode se sentir bem mais fortalecida, é só confiar que fazendo a sua parte não há o que temer, e nada jamais lhe faltará.
    Ganhe e pague as contas. Confie e trabalhe, para poder ganhar e pagar outras contas. Até que, um dia, quitada a dívida, acabam-se as perdas.
    Boa sorte, e confie na justiça divina.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  19. Oi Gilberto gosto muito do seu site parabéns. Nasci em 19/08/1982, tem alguma sugestão pra mim, preciso de mudanças e sei que entrarei no ano 5. Sabe o que devo observar e mudar para que essa mudanças se concretizem?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  20. Minha cara leitora, Anônima. Ou será leitor?
    Engana-se, pois já está num ano pessoal 5, desde o início de 2012. Enganam-se os que calculam seu ano pessoal a partir do aniversário.
    Não fique esperando mudanças, pois elas já estão acontecendo. E, não só no seu caso, mas para nós todos, pois estamos num ano 5.
    Desde os 26 anos que entrou no 2º ciclo de vida, em que suas experiências estão relacionadas a uma vida social intensa, de preferência envolvida com arte e comunicação. As interferências devem estar aborrecendo-a bastante, mas não há como evitar.
    Precisa deixar de ser tão dominadora, querendo que todos façam o que acha certo, principalmente aqueles a quem ama.
    Talvez, já tenha casado e separado, pois tem uma inegável dificuldade em manter relacionamento. A culpa disso é sua, e não dos parceiros.
    Por ser muita séria, e desde menina, cobra demais dos outros, e espera que sigam a sua opinião.
    Controle o impulso de querer ser dona da verdade, e aprenda a liderar sem criticar ou condenar. A sua liderança precisa ser amorosa e generosa, dar conselho e se dispor a servir a todos.
    Seja uma mestra para todos, e se torne tolerante com os erros alheios.

    O resto terá de descobrir por si mesma.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  21. Bom dia

    Prezado Gilberto, nem casar eu casei ainda, não tenho vida afetiva, ela é um caos, rsrsrsrsr...
    Concordo com tudo sou séria, a dona da verdade, não tolero os erros alheios, quero que todos façam o que eu acho certo. O pequeno erro está na vida social intensa, nunca a tive intensamente.Sou uma pessoa agradável, não passo arrogância pra ninguem. Tive esperanças que com a chegada do ano seis eu esteja mais propícia a ter um relacionamento serio finalmente. Quanto a questão do carma, eu preciso ser uma pessoa mais bondosa para ser mais feliz e não sofrer tanto com o carma?Mas isso deve vir de dentro né ser verdadeiro.
    Muito obrigada Gilberto

    ResponderExcluir
  22. Minha querida leitora:
    Percebo que mais rigorosa do que com os outros, é rigorosa consigo mesma, e não se perdoa por um erro mínimo que cometa, não é?
    Não se preocupe com o karma, trate-o como amigo que serve para alertá-la o que não deve fazer.
    Seja bondosa com os que erram, evite julgar e condenar.
    Seja mais tolerante, e creia que não existe uma só verdade. Acredite em suas verdades, e respeite a dos outros. A sua vida afetiva depende de como aceite os erros e as limitações dos homens. Eles nunca serão perfeitos, assim como eles também não a consideram perfeita. Amor não cobra perfeição.
    Amor, minha leitora, só o amor responde a todas as suas dúvidas. Ame, sem julgar, criticar ou condenar. Promete?
    Faz isto até 31 de dezembro, e entre em 2013 que será um ano 6 e também o seu ano 6, prontinha para encontrar o seu parceiro ideal.
    Depois, volte a me escrever, mas assine o nome. É horrível chamá-la de Anônimo.

    Boa sorte.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  23. Brigada pelas palavras Gilberto vou fazer de tudo para emprega-las. E ti conto!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Sabia que era Karma só poderia ser mesmo !!! kkkkkkkk

    Sou do dia 19 de Março de 1991, começo a entender agora o que acontece! Quem mandou aprontar né ? Agora bora pagar ...kkkk

    Adorei lê sobre isso ... Embora angustiante

    Abraço carinhoso



    ResponderExcluir
  25. Minha querida leitora, o seu bom humor é sinal de sua competência para vencer os karmas.
    Chamo-a de leitora, por dedução, já que não assinou o nome.
    Lutar contra o karma é uma péssima ideia, por isso, louvo a sua gargalhada ao reconhecer que merece as penas kármicas.
    Aceite a ideia que neste perde e ganha, quem ganha é você.
    Boa sorte.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  26. Olá Gilberto!

    Sou leitora mesmo, você acertou. De alguma forma sei que devo...rs. Não vou sofrer por antecipação né Gilberto? De nada adiantará.

    Mas que bate uma curiosidade de saber quem fui... Isso dá...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  27. É isso mesmo, minha leitora!
    E adivinhar que era mulher foi muito fácil, pela sua forma de se manifestar. Homem não confessa os seus erros publicamente, mesmo que sejam noutras vidas.
    Boa sorte na solução dos seus karmas.
    E nunca se esqueça que, para que possa perder, é preciso antes ganhar. O destino sempre se encarrega disto.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  28. Prezado Gilberto

    Realmente tudo que citou no texto sou eu nasci no dia 19 de novembro, tenho escorpiao em ascendencia em cancer e durante toda minha vida ate agora vivo Karmas; profissional e pessoal não estou resolvida em nenhum deles meus amigos ate brincam que sou azarada
    oh mais eu sou espirita kardecista rezo e busquei ate um tratamento espiritual com uma médium para me ajudar
    vamos ver se daki pra frente as coisas se encaixam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida leitora:
      Karmas são para servir de aprendizado para esta e para as próximas encarnações.
      Sábios são os que aprendem a empregar o karma para o seu crescimento espiritual.
      Reagir e negá-los só dificulta a já difícil e ingrata tarefa de ter de aceitá-los como erros cometidos noutras vidas.
      Aqueles que não acreditam na reencarnação se entregam a lamúrias sem fim, reclamando da vida e se julgando injustiçados.
      Sendo espírita, fica mais fácil aceitar, não é mesmo?
      A minha sugestão é que valorize os ganhos e despreze as perdas. Elas são somente as dívidas contraídas, e que estão sendo pagas.
      Um abraço e boa sorte em 2013.
      Gilberto.

      Excluir
  29. Gilberto,
    Vc me parece bastante simpático e gentil, mas discordo literalmente do conteúdo do seu texto. NASCI NO DIA 19 DE MARÇO, e até na cabala numerologica é uma data MUITO ESPECIAL, além de ser DIA DE SÃO JOSÉ, patrono da Igreja, dos trabalhadores e da familia, escolhido por Deus para criar Jesus na Terra. Sinceramente, entendo que não é o dia e muito menos o karma que comandam a nossa vida, que não devemos NUNCA deixar rolar como vc mesmo se reporta no texto. Penso que O LIVRE ARBÍTRIO SIM, ESTE É NOSSO INSTRUMENTO MAIOR, aquele que nos permite fazer a diferença e transformar as situações de más para boas, de reverter as coisas. Toda regra tem exceção, e creio que sou uma destas exceções, pois o dia 19 acho PERFEITO, assim tb minha vida não carrega o desespero do dia, como vc insistentemente abordou. Penso que quem acredita nisso se deixa envolver por qualquer coisa e se deixa dominar pelo momento ruim, DAÍ.... SÓ VAI PRO BURACO MESMO... então, melhor acreditar ser KARMA do que ir a LUTA e VENCER, já que todos sempre teremos problemas nas nossas vidas, independentemente do DIA.
    1 abraço
    Madalena

    ResponderExcluir
  30. Oi, Madalena:
    Vc também me parece muito simpática e gentil, mas também discordo literalmente das suas conclusões, ainda que concorde que cada um entenda os fatos no seu jeito próprio de sentir.
    Há mais de 20 anos trabalho com a Numerologia da Alma, que é uma ciência filosófica pitagórica.
    Acredito ter atendido quase 1000 consultas nesse período, e 99% se identificam com a análise, e só 1%, no qual deve estar inclusa, por alguma razão, vê a vida de modo diferente.

    A minha experiência me diz que esse 1% também se enquadra na análise, mas, como vc mesma diz, por uma questão de ponto de vista, encara o fato em si de maneira muito pessoal.

    Quero deixar claro, porém, que o karma não é para ser sofrido, mas superado numa boa. Perder para ganhar, ganhar para perder.
    Se não há apegos, não se sente as perdas.
    Como a maioria é apegada a bens materiais, sente a perda. E, como as postagens são feitas para o coletivo, e não para o individual, cada caso é um caso, não é mesmo?
    Tenho certeza que, como uma autêntica Madalena, é uma pessoa racional, lógica e autoconfiante. Quem tem esse nome é muito disciplinada, cobra muito dos outros, e mais ainda de si.
    Exigente e rigorosa nos detalhes, tem facilidade de transformar uma aparente derrota, num tropeço passageiro.
    Nascida num dia 19, tem o talento de comandar e controlar tudo ao seu jeito. Vendo o todo com uma clareza muito grande, não costuma se deixar levar pelas aparências e nem se enganar, ou admitir um engano.
    Assim sendo, é fácil superar as adversidades, e não encará-las como perdas, mas como contratempos.
    A análise completa do seu mapa responderia a mais outras dúvidas, e tudo ficaria bem claro.
    Os números não mentem, Madalena. Nós, os humanos, podemos nos enganar, mas a numerologia é sagrada.

    Um abraço carinhoso, e muito obrigado por me ter dado a sua atenção, mesmo discordando do que leu.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  31. Voltei só para desejar-lhe PARABÉNS, cara leitora Madalena.
    Ia deixando passar em branco, o seu aniversário.
    Que as bênçãos do Cristo se derramem sobre a sua vida, como acontecia com a outra Madalena, a Maria, que viveu ao lado do Mestre, por muito mais tempo do que narra a Bíblia.
    Mas, isso já é uma outra história.
    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  32. Pisciana

    Olá, Gilberto
    Sou do dia 19 de março de 1966. Qual a sua avaliação sobre esses números?
    Obrigada, um abraço

    ResponderExcluir
  33. Minha leitora Pisciana:
    Além do que leu no texto, o meu conselho é que estude, leia e trabalhe muito, pois há muito a fazer na vida.
    Por ter sido muito autoritária em vidas passadas, deve ter pessoas no seu pé a todo instante, dando palpites na sua vida e se intrometendo nas suas decisões. Na sua vida atual, tem de ajudar todo mundo para que possa ser feliz. Se for egoísta, só vai perder na vida. Se for generosa e amiga de todos, só ganhará com isso.
    Controle a sua tendência de mandar nos outros e de querer que sigam suas ordens e ideias. Agindo assim, só atrai mais perdas para si.
    Infância dura e muito repressora, pelo menos até os 10 anos, quando pôde experimentar a vida mais livre e mais independente. Tímida, quando criança e sonhadora demais quando adolescente, deve ter aprendido a usar sua sabedoria, quando se tornou adulta, para ensinar quem buscava seus conselhos.
    Atualmente, deve estar voltada para os mistérios da vida, vivenciando fenômenos místicos e tendo necessidade de encontrar explicações para tudo que não é lógico e racional.
    Deve estar meio solitária, insatisfeita com as pessoas que não correspondem aos seus ideais de perfeição.
    Procure respeitar mais a opinião alheia e se dedique a servir mais do que ser servida, para que possa se sentir feliz.

    Acho que está de bom tamanho, não é?
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  34. Olá Gilberto, nasci em 19 de agosto de 1965. Também sinto que tive que abrir mão de muitas coisas em favor dos outros. Sempre tenho alguém que precisa de mim na família. Nunca me neguei a ajudar mas sempre quis casar e ter filhos mas nunca aconteceu. Passei uma vida inteira sonhando com isso e nunca consegui. Procurei todas as respostas. Chegava a me anular em relacionamentos buscando aceitação só para não ficar sozinha. E assim os anos se passaram. Confesso que ainda tenho esperanças mas já me sinto velha para isso. Sempre me envolvo que homens que nunca querem assumir nada. Sempre estão na dúvida. Mas somente comigo. Com outras, casam rapidamente. Isso me machuca muito. Me faz sofrer bastante. Não sei mais o que fazer. Se eu aceitar isso, sinto que estarei condenada à solidâo. às vezes, choro muito com isso, pois meu pai já faleceu e minha mãe é a minha única companhia. Quando ela se for, estarei sozinha no mundo. Será que estou condenada à solidao . Se vc puder me ajudar, eu agradeço. Meu nome é Rome.

    ResponderExcluir
  35. Esqueci de dizer que sou leonina com ascendente em sagitário e lua em cancer. Abraços, Rome.

    ResponderExcluir
  36. Minha querida leitora, Rome:
    O seu mal é ainda permanecer muito presa ao plano físico, valorizando demais as conquistas materiais e não se dedicando tanto às buscas espirituais.
    Se estudasse mais a literatura mística, saberia que está pagando os karmas de outras vidas, quando não valorizou os relacionamentos amorosos e foi muito egoísta, só pensando em si.
    A minha sugestão é que se prepare para uma grande transformação espiritual, depois de uma mudança muito grande que vai ocorrer em sua vida.
    As verdades espirituais ganharão muita força e a tornarão uma sábia líder entre aqueles que irão procurá-la em busca de conselhos.
    Ajudando mais os outros, se preocupará cada vez menos consigo mesma. Até que, um dia, deixará de se lastimar e de só pensar em sua felicidade.
    Muitos a procurarão, depois que vier a completar 54 anos, e será um exemplo de amor e sabedoria para muita gente.
    Se vai conseguir ter uma relação consistente e duradoura, eu não sei, mas, garanto-lhe que será muito amada, e por muitas pessoas que seguirão os seus sábios e generosos conselhos.
    Mas, deverá ler muito e estudar sobre as verdades ocultas e a psicologia da alma. Tudo que possa ajudá-la a melhor entender o ser humano deverá ser estudado.
    Psicologia, espiritualidade, filosofia, ciência e religiões, enfim, aprenda o máximo que puder, para que possa passar adiante esses conhecimentos.
    Enquanto isso, tente perceber quanta gente sofre ao seu redor, e que poderia receber uma palavra sua de consolo e orientação.
    Sinta-se mais feliz que a maior parte das pessoas do mundo, por ter consciência do que é capaz na vida.
    Ter alguém do lado pode não ser a sua solução, já que o que importa é ter a pessoa certa, e não uma pessoa qualquer que permaneça ao seu lado.
    Se esse homem aparecer, que bom! Se não aparecer, que bom também!
    O que importa mesmo é o amor que for capaz de dedicar a quem precise dos seus conselhos e da sua ajuda.
    Aprenda a amar mais do que espera ser amada, e a dar mais do que espera receber.

    A sua alma aprontou noutras vidas muitas ações más e egoístas, e agora está tendo de sentir o gosto amargo do que fez.
    Agora, que já sabe os efeitos dos karmas, trate de nunca mais repetir coisas assim.
    E confie no Destino, ele reserva muitos bons momentos na sua vida, depois dos 50 anos.
    Até lá, trate de ler e meditar bastante.
    Abraços e boa sorte.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Gilberto, por suas palavras. Só quero retificar que minha lua está em Touro e não em Cancer, como eu falei. Nasci às 13:08hs no Rio de Janeiro. Na verdade, tenho mesmo muita facilidade em analisar situações e muitas são as pessoas que já me procuram por achar que tenho bastante bom senso. Fiz e faço muitos amigos assim. Acho até que escolhi a profissão errada, pois penso eu poderia ter sido uma ótima psicóloga ou médica. Atualmente, tenho vivido a vida de outra forma, tenho tentado ver o lado bom das situações que vivo. Eu já fui muito ligada a práticas espirituais e não sou totalmente leiga nisso. Quanto ao apego à vida material, de fato, não sou assim. Se fosse, teria me negado a passar por todas as provas vividas até então. Mas meu amor por meus pais e aos valores que eles me ensinaram me foçaram a viver de maneira resposável. Tive que lutar bastante pela minha indepedência financeira e o pouco que consegui foi com muio esforço. Nesta vida, sei que nada tirei de ninguém e tenho a consciência muito tranquila quanto a isso. Profissionalmente, tenho muita sorte. Estudei, me esforçcei nada foi fácil. Mas não tenho mágoa nem rancor. Muito pelo contrário, tenho orgulho de ser uma pessoa batalhadora. Apenas na vida sentimental é que sinto essa frustração. Eu nunca me senti amada. Esse é o problema. E eu não queria ir embora deste plano sem ter tido um amor verdadeiro ao mesno ma vez nessa vida. Obrigada. Ainda não sei se suas palavras me confortam ou me deixam triste. De qualquer forma, obrigada !
      Rome

      Excluir
  37. Minha querida leitora:
    O estudo da espiritualidade, mas um estudo profundo e consciente, poderia dar-lhe a paz de espírito que está faltando.
    Aprender mais sobre a Lei do Karma, e a missão que cada um de nós tem na vida seria a solução de seus males.
    Apegos à matéria, na visão espiritual, não quer dizer ambição por dinheiro, mas apegos a certas realizações no plano físico.
    Desapegar-se, portanto, é se esquecer de si por uns tempos, e pensar mais no que pode fazer de bom pelos outros.
    Existem sonhos que só podem ser realizados a dois como acontece com o casamento. Outros, porém, são perfeitamente possíveis para uma só pessoa.
    Que adianta sonhar com algo que exige a vontade de outra pessoa? E se essa outra pessoa não aparece, ou se aparece, mas não serve por não ser digna do seu amor? Ou se depois de aparecer a trai ou a abandona? Será melhor passar por esses sofrimentos que ainda podem ser piores, do que viver a sua vida equilibrada, sem nenhum homem a ameaçar a sua paz interior?
    Pense bem no que estou a dizer.
    Eu não estou afirmando que não venha a encontrar alguém, mas que está sofrendo por querer algo que até o momento ainda não aconteceu.
    E estou alertando-a que pode pedir tanto para alguém surgir, que aparece qualquer um para atormentar a sua vida e fazê-la sofrer pra valer.
    Deixe o destino decidir. E enquanto aguarda o futuro, faça a sua parte, preparando-se para ajudar a muitos que serão seus discípulos.
    Ame-se mais, e mais. Quanto mais se amar, menos dependerá de alguém para ser feliz.

    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  38. Anônimo 16 de agosto de 2013 23:54

    Sou nascido em 19 de janeiro. Gosto muito desse dia. As perdas acima referidas não coincidem com a minha trajetória. Tenho ganhado muitas dádivas. Só tenho a agradecer a Deus.

    ResponderExcluir
  39. Meu caro leitor do dia 19 de janeiro:
    Nem todos reagem da mesma forma ao que costumamos chamar de perdas. Muitos consideram perdas alguns pequenos contratempos, outros, como deve ser seu caso, acham-nas perfeitamente naturais.
    Por possuir um espírito velho, e por já ter sido muito autoritário e prepotente noutras vidas, tem tudo para ser, nesta vida atual, uma pessoa mais tolerante e serena, numa forma de se redimir dos erros passados.
    Se observar os comentários acima, a maioria se reconhece no texto publicado. Mas, a diferença está no modo sentir e reagir.
    Agradeço a consideração por dar seu testemunho.
    Um forte abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  40. Caro Gilberto, sou nascida em 19 de setembro de 1962, às 8h30 de uma quanrta-feira, em São Paulo, e tenho ascendente em Escorpião, e meu neto nasceu agora em 19 de setembro de 2013 às 6h42 de uma quinta-feira, também em São Paulo, próximo do lugar onde eu nasci. Seu texto me deixou aflita e preocupada por ele. Senti que o nascimento dele foi como um resgate para mim, pois tive muitas perdas na vida, inclusive tive que passar a guarda do meu filho que é o pai dele, nascido em 12 de janeiro de 1983 para o pai dele (este nascido em 22 de agosto de 1961) e para a esposa dele que nasceu também em 19 de julho de 1962, a quem meu filho considera como mãe também. Sofro ainda muito por isso, por considerar ter sido a maior perda da minha vida, pois amava o pai e não tive o apoio que achava merecer... enfim... gostaria que me esclarecesse sobre isso, pois meu neto acabou de nascer e eu o amo tanto quanto amo ao meu filho e não quero perdê-lo. Agradeço se me der uma orientação nesse sentido.

    ResponderExcluir
  41. Caro Gilberto, sou nascida em 19 de setembro de 1962, às 8h30 de uma quanrta-feira, em São Paulo, e tenho ascendente em Escorpião, e meu neto nasceu agora em 19 de setembro de 2013 às 6h42 de uma quinta-feira, também em São Paulo, próximo do lugar onde eu nasci. Seu texto me deixou aflita e preocupada por ele. Senti que o nascimento dele foi como um resgate para mim, pois tive muitas perdas na vida, inclusive tive que passar a guarda do meu filho que é o pai dele, nascido em 12 de janeiro de 1983 para o pai dele (este nascido em 22 de agosto de 1961) e para a esposa dele que nasceu também em 19 de julho de 1962, a quem meu filho considera como mãe também. Sofro ainda muito por isso, por considerar ter sido a maior perda da minha vida, pois amava o pai e não tive o apoio que achava merecer... enfim... gostaria que me esclarecesse sobre isso, pois meu neto acabou de nascer e eu o amo tanto quanto amo ao meu filho e não quero perdê-lo. Agradeço se me der uma orientação nesse sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha cara leitora do dia 19,
      Não há porque temer os karmas. Eles são dádivas de Deus para que as nossas almas possam vir a se redimir de erros cometidos noutras vidas.
      Os karmas são efeitos de tudo que fizemos errado em vidas passadas, e que precisamos aprender a não repetir nunca mais.
      Os karmas 19 são efeitos de atitudes gananciosas e do uso indiscriminado do poder, que resultaram em benefícios pessoais e prejuízo para os demais.
      Se o neto cometeu os mesmos erros que a avó, a justiça divina irá ensiná-lo a não repeti-los, vivendo experiências semelhantes às que fizeram sofrer as pessoas que ele prejudicou noutras vidas.
      Mas, todos nós podemos superar tudo isso, desde que aceitemos as perdas e comemoremos nossos ganhos. A verdade é que só perde quem tem, e se tem é porque foi capaz de ganhar.
      A solução é comemorar e agradecer as vitórias, e aceitar as derrotas sem se abater ou lastimar.
      Almas que passam por essas experiências e que não entregam os pontos, saem desta vida muito mais leves e felizes.
      Os seus medos não têm sentido, pois, o seu neto saberá como superar cada perda e usufruir de cada conquista.
      Acredito que, no seu caso, esteja mais preocupada com o que perdeu depois de ganhar, do que com a quantidade de vitórias e sucessos na vida.
      Relaxe, não se preocupe com seu neto, ele saberá o que fazer, para transformar cada perda em razão de agradecer a Deus por livrá-lo de um peso.

      Não somos nós que traçamos nossos caminhos na vida, mas uma força superior, à qual costumamos chamar de destino.
      Um abraço.
      Gilberto.

      Excluir
  42. Luiz Caros Figueiredo13 de novembro de 2013 13:00

    Caro Gilberto, boa tarde.
    Meu nome é luíz carlos figueiredo e nasci em 19/08/61 ( gostaria que analisasse meus números).
    Já tive o prazer de corresponder com vc a respeito. Acredito muito sua ciência numerológica e acredito fielmente nos karmas.
    Apenas temos de ter cuidado e não misturar o que é Karma e o que é descuido ou falta de cuidado com seus projetos.
    Desde 2008 a minha vida virou de ponta à cabeça no aspecto profissional e, consequentemente, financeiro. Eu tinha um ótimo emprego - diretor de uma grande empresa e uma vida financeira boa e estável. Na vida com a família, não pode ser melhor. Tenho dois filhos maravilhosos e uma esposa excepcional que vive comigo a quase 30 anos. Nesses quesitos, e entendo serem principais, não tenho o que reclamar, aliás, não tenho e não posso reclamar de nada; aceito muito bem as coisas. Mas, às vezes fico pensando se , eu tivesse sido mais prudente e mais atencioso e profissional, ao ponto de não confiar tanto no meu instinto e não confiar demasiadamente em pessoas que creditei um amplo projeto e investimentos, ao ponto de deixar minha carreira em grandes empresas e seguir cegamente nesse meu instinto e nesse meu projeto, talvez, as coisas seriam diferentes. Hoje, estou sem emprego, precisando de ajuda de pessoas amigas e, meus projetos, estagnados e muito dinheiro perdido. Muita gente apareceu em minha vida e me ocasionou prejuízos enormes. Mas, como lhe externei, hoje, credito mais essas perdas às minhas falhas pela falta de cuidado em procurar saber previamente quem seriam essas pessoas, analisar mais detidamente os projetos para investir ... e aí por diante.
    Só peço ao Altíssimo que tenha piedade e que me propicie oportunidades para reparar muitas coisas, que hoje, faria com mais cuidado. Não importo com bens materiais ou outros supérfluos, sou muito simples e gosto muito de ajudar as pessoas. Só peço ao Altíssimo oportunidades em minha vida para que essas minhas irresponsabilidades não afetem minha família; esse é meu maior temor.
    Um forte abraço e que Deus continue lhe abençoando e concedendo-lhe a oportunidade de ajudar as pessoas.
    Abraços
    Luíz Carlos Figueiredo.

    ResponderExcluir
  43. Meu caro leitor, Luiz Carlos:
    O engano maior que se pode cometer é imaginar que o karma seja um espírito mal ou algo maligno fora de nós.
    Não, nada disto!
    O karma é uma energia que acompanha as nossas ações, ao longo dos tempos. Causas e efeitos convivem no passado, no presente e no futuro.
    O que vc fez de errado foi o efeito kármico presente na sua vida. Não havia como agir diferente, pois não tinha perfeita consciência de como evitar os efeitos negativos.
    Tente entender que a cada perda, ganha nova consciência.
    No seu caso, existem duas ações práticas que são exigidas para a libertação da sua alma desses karmas:
    1- Caridade, desapego, despojamento e doação
    2. Espiritualidade, ocultismo e estudos

    Sendo um espírito muito velho, aceita melhor do que a média todas essas perdas. Mas, sabe muito bem que merece tudo por que está passando.
    Desde os 49 anos, está vivendo um ciclo kármico, e deve ficar atento para controlar os karmas de traição e mentiras.
    Cai fora das tentações para não comprometer o seu casamento.
    Se usar o seu poder mental pode acabar com as perdas na mesma hora, pois tem poder para tanto. Mas, antes tem de ser menos cobrador e rigoroso. Relaxa e aceite os erros alheios. Ajude a quem precisa da sua capacidade que não é pequena. Quanto mais se doar e der o que tem mais ganhará em troca.
    O seu lema é o mesmo do Francisco, o Santo:
    "é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado".

    Atenção, muita atenção, para as armadilhas do destino.
    Só abrindo mão de todos os seus apegos e ambições conseguirá ter sucesso e paz.

    Boa sorte e um forte abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz Caros Figueiredo15 de novembro de 2013 18:27

      Prezado Gilberto, obrigado pelo seu retorno e sua atenção de sempre.
      Esclareça-me por favor e me ajude: Quando vc diz que posso "acabar com as perdas com o poder mental", vc sugere a meditação, oração e evocação dos espíritos superiores para meu auxílio ? Pois saiba que é o que tenho mais feito, quase que como um mantra. Pois tenho certeza que sem a ajuda dessas entidades ou forças superiores, jamais poderei contornar tudo isso. Está tudo muito difícil para mim. Gostaria que me orientasse a respeito.
      Desde já e , mais uma vez, sou-lhe muito grato.
      Abraços,
      Luiz Carlos.

      Excluir
    2. Meu caro, Luiz Carlos:
      Acredito que tudo que poderia dar como conselho já foi dito.
      Nada que acontece em nossas vidas pode fugir à justiça divina, ainda que, muitas vezes, pareça desprovido de razão.
      Se muitas estão sendo suas perdas, é porque muitas foram suas más ações se apossando do que não lhe pertencia.
      E não importa se ocorreu noutras vidas ou nesta, a Lei do Karma é justa, e não há como evitar as perdas e punições.
      A sua consciência espiritual há de ajudá-lo nesta vida e será fator determinante para que nada disto se repita nas encarnações futuras.
      Um forte abraço.
      Gilberto.

      Excluir
  44. Interessante, nunca acreditei em reencarnação.Meu nome é Cristina, sou nascida em 19de dezembro de 1982 adolescente 13:30. Sempre sofri muitas perdas, tive um pai ausente, minha mãe faleceu quando eu ainda era adolescente.Sempre vivi sozinha, tive que lutar muito para conseguir sobreviver.Enfrentei solidão, abandono e pobreza, graças a Deus estou vencendo cada desafio.Nunca tive ganancia, consegui cursar a faculdade, comprei minha casa e tenho um bom trabalho.Sei que tudo foi muito difícil, mas sempre senti que Deus sempre esteve presente na minha vida.Quando eu era mais jovem, me sentia injustiçada, chorava.Sempre me esforcei para ser uma pessoa justa, sempre detestei ver pessoas sendo exploradas, enganadas.Hoje consigo levar a situação com bom humor, afinal eu sempre fui otimista, no fundo eu sei que eu vou viver os sonho que quero viver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilberto, ficarei muito grata se puder avaliar as datas para que possa melhorar a minha postura perante a vida.

      Cristina Alves dos Santos, nascida as 13:30 do dia 19 de Dezembro de 1982.

      Grande abraço!

      Excluir
    2. Gilberto, ficarei muito grata se puder avaliar as datas para que possa melhorar a minha postura perante a vida.

      Cristina Alves dos Santos, nascida as 13:30 do dia 19 de Dezembro de 1982.

      Grande abraço!

      Excluir
    3. Minha querida leitora, Cristina:
      Eu também não acreditava em reencarnação, em astrologia e em numerologia.
      Destino, Divindade, o Tao ou o Deus, não importa como chamemos o Poder Supremo, Ele é quem nos diz o que deseja de nós.
      Um dia, Ele me disse o que esperava de mim, e em que eu deveria acreditar. Daí em diante, Ele me comprovou tudo que era preciso para que eu mudasse de opinião.
      Saí do Rio e vim morar em S. Lourenço, que é uma pequena cidade do sul de Minas. Moro num sítio a 3 km do centro, onde passei a me dedicar a estudar a espiritualidade oculta e a perseguir a minha missão nesta vida.
      Por isto, Cristina, não se assuste diante do fato que crendo ou não, a reencarnação existe, e a Lei do karma é a Lei de Deus.
      E é por isto que eu sou capaz de saber tudo que sei sobre pessoas que eu não conheço, mas que pelo nome e data de nascimento posso identificar.
      Uma orientação mais segura sobre a sua vida, só através de um estudo completo, e isto demanda tempo e tem um custo. Mas, não deixo de dar algumas orientações sobre o plano da sua alma.
      No momento, está encerrando o seu 1º ciclo de vida, que será concluído no próximo aniversário, quando completará 31 anos.
      Desde que nasceu e até agora, as experiências da sua vida foram relacionadas a muito trabalho e a fatos relacionados com a família.
      Tudo leva a crer que, a razão das suas perdas é relacionada com o excesso de autoritarismo e a exploração do trabalho alheio, ocorridos em vidas passadas. Quando se retira da vida o que não se tem direito, terá de devolver mais tarde.
      É isto que a vida está lhe cobrando.
      Nestes primeiros 30 anos de vida, o destino vem castigando-a, tirando-lhe o poder e a firmeza, e tornou-a insegura e tímida. E desafiou-a a vencer tudo isto, com trabalho, disciplina e autoestima.
      A partir de agora, e nos próximos 10 anos, suas experiências serão relativas a uma vida social mais intensa e a oportunidades nas áreas das artes, comunicação e trabalho em grupo.
      Os desafios a enfrentar serão as interferências em sua vida, que exigirão muita serenidade para aceitá-las, e bastante firmeza para decidir seu futuro por conta própria.
      No auge da sua missão terá que estar muito bem preparada, e dedicada a práticas científicas e ao estudo dos mistérios da natureza. Isto se dará entre os 41 e os 50 anos de idade.
      O casamento dependerá de saber equilibrar seu perfeccionismo e a tendência a decidir sozinha com a prática de ser paciente e de compartilhar seus hábitos e costumes com o parceiro.
      Esta união pode não ser fácil, mas depende do quanto desejar constituir a sua própria família e mantê-la, apesar das dificuldades.
      Aproveite os próximos 10 anos para praticar as ações em grupo, reunindo-se com os amigos e sendo muita ativa socialmente.
      Supere o passado praticando a cultura do bom e do belo, e planejando um futuro amoroso e feliz.
      E não se preocupe com as perdas. Só perde quem tem. Deus provê aqueles que precisam perder, para que possam aprender.
      As perdas são meros aprendizados. Na verdade, a sua alma não perde nada, e é ela que de fato importa. A personalidade se dissolve após a morte, mas a alma fica, para continuar o processo de evolução.
      A sua riqueza está na sua alma, e no seu alto grau de consciência. Cristina tem um quê de Cristo, é alguém que possui os dons pregados na doutrina do Mestre Jesus.
      Deus não dá um fardo mais pesado do que nós possamos carregar.
      Siga em frente, e confie na sua missão.
      Um forte e carinhoso abraço.
      Gilberto.

      Excluir
    4. Existem muitas lacunas a serem preenchidas, este assunto é muito complexo.Como uma pessoa cristã, nunca me aprofundei sobre estas questões.Confesso que tenho muitas inquietações sobre as coisas espirituais, acho que chegou o momento de avaliar meu conceitos de uma forma mais racional, se é que é possível, em se tratando de espiritualidade.
      Poxa, difícil tudo isto, carregar os karmas de uma alma que já habitou em outros corpos? Ou seja, não depende do meu caráter? Se teoricamente uma alma reencarna, ela aleatoriamente escolhe uma pessoa, o que eu tenho haver com com isto? Na teoria da reencarnação, a alma reencarna na mesma pessoa sempre? Ou seja, teria eu mesma nascido variados vezes, em corpo diferente?

      Agradeço sua disposição em nos atender.Muito obrigado!

      Grande abraço, fique na paz.
      Cristina....♡

      Excluir
  45. Ah, minha querida, Cristina!
    Então seria mais lógico julgar um bebê por seus dias de vida, condenar um velho que sofreu durante 90 anos e perdoar uma pessoa arrependida que se confessou diante do altar? Condenar ao inferno ou oferecer um céu que não merecem?
    Muitas incoerências nos são passadas, e aprendemos a lhes engolir sem questionar.
    Seria estranho, ser cobrada amanhã pelo que fez hoje?
    Mas, você é a sua alma, a personalidade é um ego que só sobrevive por uma vida. A alma prossegue e precisa evoluir.
    Mas, o karma é isto. não há morte, pois a alma não morre.
    A alma que animou um corpo, irá animar outros corpos, em vidas seguintes.
    A personalidade que cometeu erros também teve acertos e ajudou a alma a aprender muitas coisas e evoluir.
    No dia seguinte, ao acordar, ou na vida seguinte, ao renascer, a vida continua com as conquistas adquiridas na véspera, e com novos desafios para que possa crescer.
    O sofrimento, segundo os Mestres, é o único remédio para as doenças crônicas que consomem a humanidade. Se estamos alegres e felizes, pouco aprendemos, pois só buscamos riquezas e prazeres. Mas, é a dor que nos faz refletir, e mudar de atitudes.
    Esta nossa conversa poderia entrar pela noite e atravessar a madrugada. Então, talvez acordasse mais consolada, com o fato de que muitos estão aguardando o seu despertar para receber as bênçãos da sua sabedoria e o poder do seu amor.
    Não importa em que religião crê, creia em si própria, e faça dessa crença a sua verdadeira religião.
    Cristo não escolhe a quem amar pela religião de cada um.
    Deus é um único para todas as religiões.
    Não reclame do destino, pois assim estará reclamando de Deus. Ele que ajudá-la a evoluir espiritualmente, mas para isto terá de aprender a aceitar o seu fardo e caminhar sem reclamar.
    Cristina é uma forma feminina do Cristo. Assuma.
    Se quiser desabafar mais, é só me escrever.
    gilbertodacunhagoncalves@gmail.com

    Um abraço carinhoso.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço imensamente sua atenção.Vou continuar buscando as respostas, por hora agradeço pelas coisas boas que me acontecem.Vamos seguindo que a vida não para, nunca tive tempo nem disposição para chorar, é como dizem: aqui até a tristeza pula e canta de alegria.

      Super obrigado pelo atenção Gilberto...graça e paz!!!

      Abraços.

      Cris.

      Excluir
  46. olá Gilberto, meu nome é Lorena e nasci no dia 19/10/1992 as 23:55
    No que o Sr. me aconselharia?

    Grande abraço, e obrigada desde ja.

    ResponderExcluir
  47. Como vai, Lorena?
    Aconselho-a a aceitar todas as mudanças que surgirem na sua vida, pois será através delas que irá recuperar as suas perdas e a autoestima.
    Desapegos, Lorena, desapegos de tudo e de todos, sem o rompimento de relações, mas com muito amor.
    E trabalho, muito trabalho, pois fez muito pouco nas suas outras vidas.

    Siga a sua intuição, viu!
    E supere as suas inseguranças, não se deixe vencer pela timidez. Nem autoritarismo exagerado, como agia noutras vidas, nem submissão e aceitação da vontade alheia.
    Deixe o seu romantismo prevalecer, não reprima emoções e nem esconda os seus sentimentos.

    Se seguir a bula, logo se sentirá fortalecida.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  48. Querido Gilberto,tenho uma amiga que nasceu dia 19 de junho de 1975 e ela sempre conseguiu tudo que almejou é uma pessoa batalhadora é casada com uma pessoa nascida no dia 10 de junho.Até agora nunca vi ela perder nada e espero que nunca perca,pois gosto muito dela.bjs

    ResponderExcluir
  49. Minha cara Fátima:
    Existem pessoas, e certamente é o caso da sua amiga, que não vivem se lastimando e reclamando da vida.
    Ela tem números fortes herdados da última vida, e não vai permitir que ninguém saiba o que tem perdido ou deixado de ganhar.
    Pode crer que ela não está isenta a perdas, mas não sai a chorar miséria e se lastimar da vida. A postura dela é de uma sábia mestra instrutora, que tem a mente poderosa.
    Se ela não é professora, devia ser. E se ela é está no lugar certo.
    Nunca tente adivinhar o que os outros sentem, pois cada um tem o seu modo próprio de reagir aos infortúnios.
    Acontece que sua amiga trouxe para esta vida uma imensa sabedoria que ela aplica de modo otimista e confiante.
    Um abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  50. Ola Gilberto,concordo com o sr sobre o dia 19,pois nasci no dia 19/03 /71 é exatamente assi a minha existencia,vivo orientando ao outros quanto a mim mesmo sou um desastre,se eu tropecar em uma barra de ouro e capaz de ainda ficar devendo,tev um dia sai sem rumo de carro fui parar em uma cidade do interior 3 horas dirigindo ,sentei na calcada e me perguntei o q vim fazer aqui!!!de longe vi uma senhora 45 anos aproximadamente,com uma assadeira coberta com um pano,me perguntei,com ar de desfeita,vixi lai vem esta mulher me vender algo,mas nao comprarei nada dela,bem ela nao me ofereceu nada,so me perguntou se eu estava bem,eu lhe redpondi vou ficar melhor,ai ela me comentou q poderia aumentar suas vendas se tivesse uma bicicleta desta com tres rodas,eu lhe perguntara nunca vi uma com tres rodas,ela e verdade na rua de traz tem uma loja,bom fiquei curioso e fomos ate a loja,olhei as bicicletas e fiquei encantado, a moça q nos atendera conhecia esta senhora e a chamou pelo nome Maria,eu nem havia perguntado o nome dela,a moça da loja perguntou p a Maria É seu filho ela,respondera quem dera,eu inconciente mente perguntei ,quanto custava a bicicleta,a moça me respondeu e a Maria exclomou é muito cara,eu disse é mesmo reze pro cartao passar!!! Ela falou vc vai vender bolo tambem,eu disse quaze,bom paguei e pedi para tirar a nota fiscal no nome dela...ela nem acreditou e pior nem eu no q,acabara de acontecer.nunca mais voltei para aquele lugar..hj lendo o seu relato lembrei deste fato,e de muitos outros,em resumo entendi um pouco mais sobre min mesmo,mas tenho uma intuicao forte,mas ao mesmo tempo q me ajuda ,acaba sem sentido,só me ferro,so fico com as migalhas,nunca sobra,mas tambem nunca falta...as vezes me pergunto,oq eu vim fazer nest mundo,mas no fundo da minha alma eu tenho a resposta...

    ResponderExcluir
  51. ola,Giberto teve uma outra ocasiao,q estava indo pro tranalho,mesmo trajeto ,so q passei para a faixa da esquerda a ultima,veio uma senhora,vendenfo,agua,hum ela me ofereceu e eu disse nao obrigado senhora nao estou com cede,ela virou se me olhou eu ate estranhei,pior foi ouvila me dizer me ajuda,eu perguntei em q eu posso lhe ajudar ,pois é ela me falou um valor q era exatamente o q eu tinha em especie no bolso do paleto interno,bom dei o dinheiro pra ela,agora como ela sabia o quanto eu tinha,eu nunca passei naquela faixa da via,eu contei isso pra joana uma colega de trabalho...em fim eu acho q ainda tenho muitas dividas aliad certeza....um abraço

    ResponderExcluir
  52. Fantástico, meu caro Piter!
    Creia que está em perfeita sintonia com o Universo.
    A sua alma e a sua personalidade andam de mãos dadas, encantadas com a companhia uma da outra.
    Quanto mais der mais irá receber. Talvez, não esteja dando conta do quanto tem recebido em troca por suas ações caridosas, mas pode ter certeza que o retorno sempre vem.
    Dentro de poucos dias, estará entrando no ciclo mais importante da sua vida, quando a sua vida irá mudar muito. Ocorrerão experiências que vão obrigá-lo a mudar de casa, de lugar, de hábitos. E viajar muito, tanto mental como fisicamente.
    Pelo que me contou, acredito que seja solteiro, pois prepare-se para enfrentar diversos desafios relacionados à vida de casado.
    A cobrança mais forte nesta vida é a de deixar de ser um mandão e dominador, e se tornar alguém mais leve, menos ambicioso e mais sociável.
    Enquanto isto, vai pagando antigas dívidas, e trabalhando muito, pois fez muito pouco noutras vidas, só dando ordens e esperando que os outros fizessem tudo por você.
    Agora, nesta vida, as coisas mudaram, e você está se dando muito bem.

    Meus parabéns por suas atitudes despojadas!
    Meus parabéns pelo próximo aniversário, que será um marco decisivo na sua vida.

    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Gilberto...
      Estou muito mais leve obtve de vc muitas respostas das quais nai lhe pergutara,suas citacoes ,é a minha realidade,ja fiz coisas que emrelacao a ajudar ,outros q é ate complicado dizer pois envolve $$$,mas nao me arrependo de ter feito...e melhor ainda encontrei a resposta,melhor vc a forneceu...quanto a mudancas q vc citou ,começo dia 17/03/2014....sera relatado a vc obrigado

      Excluir
  53. A vida continua, segue adiante.
    Amanhã será um novo dia.
    Abraço.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  54. Boa noite Gilberto. Meu nome é Eliane, fiquei muito emocionada com o seu texto, pois me sinto assim. Sou do dia 19 de abril de 1985. Sempre fui muito curiosa em relação a vida e os seus porquês. Talvez porque sempre me senti diferente das outras pessoas, não me achando melhor, mas sim de que eu teria um caminho mais árduo. Ás vezes tenho pensamentos de chamado, de um trabalho que eu irei ainda realizar. Desde pequena, tenho um sentimento em adotar uma criança, ou mesmo fazer um trabalho voluntário. Foi através das perdas que eu acabei me encontrando na espiritualidade, hoje eu entendo melhor alguns episódios da minha vida, mas tenho que confessar que ainda é muito difícil aceitar certas coisas, pelo menos na hora da crise. Tive muitas perdas, prejuízos mais emocionais do que outros e embora toda esses aprendizados (como eu digo hoje na hora do aperto), sempre tive o entendimento de que minha hora iria chegar, que a minha vida iria mudar. Enquanto não chega sigo o meu caminho lutando contra as minhas dúvidas, aprendizados e medos. Gostaria muito se pudesse me ajudar se você pudesse falar brevemente dos meus números, sou do dia 19/ 04/1985. Obrigado desde já!!!

    ResponderExcluir
  55. Minha leitora, Eliane:
    Tenha paciência com as perdas, pois ainda está vivendo o seu 1º ciclo de vida, que termina quando completar 35 anos.
    Até lá, continue aceitando as mudanças que o destino programou para a sua vida. Evite dispersar o talento, e aproveite seu tempo para sonhar menos e realizar mais.
    As perdas não podem justificar qualquer desânimo, nem ficar alimentando sonhos, sem fazer a sua parte.
    Só perde quem tem, logo trate de ganhar.
    A sua vida tem um plano muito bonito, e que começa com muita agitação e mudanças nos primeiros 35 anos, para a seguir tranquilizar as coisas, com muito trabalho no lar, e uma vida dedicada à família, como esposa e mãe. Isto vai preparar o seu destino para grandes oportunidades de se tornar líder e chefiar negócios e pessoas.
    Liderança espiritual muito forte a aguarda no futuro, e com muita gente interferindo na sua vida, o que terá de aprender a administrar bem sem se intimidar.
    Grandes serão as oportunidades para ajudar pessoas e se tornar muito amada por sua bondade e disponibilidade.

    Mais do que isto só fazendo o estudo completo, que tem custo e fila de espera.

    Feliz aniversário antecipado.
    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Gilberto!! Gostaria muito agradecer pela mensagem. Fiquei muito emocionada com o seu texto e mais ainda com a resposta, pelas infomações contidas na mensagem sobre mim, é impressionante!! Obrigado pelo espaço e atenção!! Não sabe o alívio que me deu, ao encontrar este espaço.

      Excluir
  56. Minha querida leitora, Eliane:
    Leia todas as postagens, que em cada uma encontrará uma mensagem facilitadora para viver uma vida serena e feliz.
    Volte sempre.
    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  57. Boa Dia!!! Gilberto!!! É a Eliane de novo, estou muito interessada em fazer um mapa numerológico. Poderia estar me informando com mais detalhes, quanto ao custo e as informações necessárias para estar realizando o trabalho. Obrigado desde já!!! Tenha um bom dia!!!

    ResponderExcluir
  58. Bom dia, Eliane!!!
    Por favor, entre em contato comigo pelo meu email.
    gilbertodacunhagoncalves@gmail.com
    Por email, nós trocaremos as próximas mensagens, para que fique preservada a sua privacidade.
    A próxima vaga é para o início de agosto, e fiz uma reserva inicial no seu nome. Mas, a confirmação dessa reserva vai depender dos nossos entendimentos por email.
    Aguardo contato.
    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  59. Meu nome é Dulce e nasci em 19\05\1968, li seu artigo fiquei impressionada com sua precisão e maneira clara como expôs este assunto que pra qualquer um nascido no dia 19 de qualquer mês parece uma tragédia. Gostaria que você fizesse uma analise dos meus números.
    Desde já agradeço a atenção e o congratulo pelos artigos escritos com simplicidade, objetividade e bondade.

    ResponderExcluir
  60. Cara leitora Dulce:
    Agradeço as suas gentis palavras e o reconhecimento pelo meu trabalho.
    Diversas pessoas que leram esse artigo, desejam uma leitura mais aprofundada, e para isto preciso fazer o mapa completo.
    Desta forma, para atender o seu pedido, terei de colocá-la numa fila e terei de cobrar, pois se trata de um trabalho que toma muito tempo.
    Se estiver, de fato, disposta a entrar na fila, escreva para
    gilbertodacunhagoncalves@gmail.com, que eu darei mais detalhes.
    E tenha em mente que a sua conclusão foi perfeita, tudo na vida tem suas origens e provocam efeitos.
    A felicidade exige que aceitemos esses efeitos sem repetir os mesmos antigos erros.

    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  61. Caramba! Estava crente que nascer no dia 19/03 era algo bom...

    Nem este dia tem ressalvas Gilberto ?

    :/
    Um abraço e muita luz.

    ResponderExcluir
  62. Minha cara Anônima, ou será caro Anônimo?
    Eu não disse que nascer num dia 19 não seja bom.
    Quem disse que resgatar karmas seja algo ruim?
    Eu afirmo que os números só revelam que essas almas trazem dívidas de outras vidas que precisam ser pagas.
    Os pagamentos são, então, realizados em forma de perdas.
    Aceite as perdas, que não são gratuitas, mas formas de se libertar de antigos karmas. E isso é bom.

    Abraços.
    Gilberto.

    ResponderExcluir